no caminho sanabrés I

etapa I: cea

fim da primeira etapa. aldeia feita de pedra granítica e imersa em silêncio. só as setas a indicar o Caminho e as roupas dos peregrinos a secarem no alpendre têm cor viva. para trás, trilhos por outras aldeias antigas, em ruínas ou reconstruídas, ainda assim sem ruídos de civilização. parques infantis com cheiro e cor de ferrugem. ausência de vozes e de ponteiros a ditarem as horas. ovelhas sendo conduzidas com amor e paciência pelos seus donos e burritos alimentados, também com amor e paciência, por locais que levam no pulso relógios que de pouco servem. um banco no meio da rua com vista para todo este silêncio.

tempo de imergir na escrita, e de sorrir para quem entra e sai do albergue, sozinhos, a mancar por culpa de alguma bolha ou mero cansaço. tempo também de olhar com respeito para todos os que, no albergue, trocam euforias por repouso mesmo com o sol ainda alto lá fora.

caminhoalbergue em ceaalbergue em ceaalbergue em ceaalbergue em cea

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: