dia de sol

saio de casa pela manhã com uma lista de tarefas interminável para cumprir. despejo o lixo, tomo café, apanho roupa na lavandaria, entro na farmácia, faço uma compra numa loja de eletrodomésticos, peço uns arranjos numa costureira, procuro o semanário esgotado na papelaria habitual, compro pão, passo pelo supermercado, levanto dinheiro, tomo outro café, combino com família o almoço para domingo, tiro o número de telemóvel da janela de um apartamento que avisa “aluga-se”, recapitulo na memória a lista de tarefas, tento não deixar nada para depois, deixo coisas para depois. e, no meio deste caos doméstico, reparo no ar que respiro, sinto o quente do sol, espreito o brilho do mar e adivinho que, depois de arrumações, depois do almoço, poderei parar numa esplanada para saborear o tempo, para repousar, para recuperar uns poucos minutos com alguém com quem já não estou há muito ou comigo mesma, embrenhada na paisagem, em leituras ou na escrita.

um dia de sol como este merecia ser melhor aproveitado. um dia de sol como este lembra-me que, por vezes, dava tudo para ter uma empregada que se encarregasse de todo este rebuliço doméstico. mas hoje – e só hoje conta – alegro-me e sou grata por me ver neste rebuliço. por sentir a vida em movimento, a fluir, a ir e voltar.

ajuda ter uma agenda feita de amor a organizar-nos o dia. ajuda aceitar o que não se pode mudar.

 

2 Comments

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: