bem-vinda chuva

chuva. sempre tão amaldioçada, maltratada, indesejada. porque estraga férias, porque impede saídas, porque molha. e é chata. e, no entanto, agora todos falam dela e a desejam e lhe dizem: sê bem-vinda.

talvez devessemos aprender que a chuva, como o sol, sempre foi e sempre será bonita, prazeirosa, abençoada. necessária.

já há muito (desde sempre) que os campos agradecem. as plantas agradecem. os animais vadios agradecem. toda a natureza agradece. menos nós, seres considerados evoluídos.

que aprendamos a olhar pela janela ao acordar e fiquemos gratos pelo que vemos lá fora, faça chuva, faça sol. não só agora no rescaldo dos incêndios mas sempre.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: