um natal com essência

na última semana, lá na nossa página de facebook, publicou-se uma dica por dia para prendas mais simples, singelas e cheias de significado, a pensar num natal mais despido de artificialismos e de superficialidades. para um natal com essência, como o procuramos viver na nossa casa. ficam aqui reunidas as ideias… ainda bem a tempo!

I. para quem gosta de caminhadas, do contacto com a natureza ou simplesmente precisa de um tempo para se cuidar e reencontrar, ofereça um “Kit Caminho de Santiago” e estará a oferecer a experiência de uma vida. só precisa de escolher um caminho e imprimir o mapa (todas as rotas, etapas, rede de albergues e conselhos no sítio em caminodesantiago.consumer.es, juntar alguma informação útil (encontra uma excelente check list e outras dicas no blogue Meia Bota Bota e Meia e também um diário e uma caneta (procure um caderno pequeno, simples e leve numa papelaria tradicional). deixe uma dedicatória ou mensagem na primeira página desse diário (ou lá perdida no meio para surpresas no Caminho). não se esqueça da credencial do peregrino, que é uma espécie de passaporte essencial para acesso aos albergues (consulte a sua paróquia) e, se possível, uma vieira para pendurar na mochila do peregrino. pode colocar tudo numa caixa de cartão forrada por si mesmo… e enviar-lhe todos os seus bons desejos. bom Caminho!

II. cultura e arte são sempre bem-vindas. e está tudo bem em querermos comprar aquele CD e aquele livro daqueles artistas que gostamos tanto. mas há mais para lá do que se vê e ouve, e descobri-lo é uma prenda dupla que oferecemos. procure nas prateleiras os novos, os pequenos e ouse experimentar, para alargar horizontes e ajudar quem cria. porque podem ainda ser pequenos na fama mas grandes em talento. por cá sugerimos gente da nossa terra e do nosso coração, que vimos crescer, sonhar, alcançar. gente que merece então ser ouvida e lida (e, perdoem-me os rapazes, mas temos aqui mulheres de grande garra!). na música, sugerimos a compra dos álbuns de originais (e de estreia) dos The Acoustic Foundation, o “Big Sculpture”, feito de soul, funk e funkroll; e também do João Belchior e da sua banda John’s Band of Friends, o ” And So It Is”, feito de rock, folk e blues; na literatura (e para crianças!), destacamos “A Menina que Chorava Mar”, de Joana Soares, que traz mar nos olhos e está contido nas páginas deste livro (só por encomenda através do email soares.joana@gmail.com), mas também a podem conhecer um pouco mais em Histórias de Metro a Metro.


III.
o natal é sobretudo para elas, as crianças. e nelas vale a pena investir um pouco mais. mas isso não tem de significar idas a centros comerciais e gastos supérfluos. adoramos brinquedos de madeira, peças exclusivas produzidas por artesãos e outros mimos vários que contem histórias. e isso podemos encontrar em lojas online bem especiais – a compra é simples, é rápida e promete um atendimento cuidado e embrulhos bem bonitos e cheios de carinho. são os casos da Nheko Shop e da Home Sweet Kids. mas, para princesas, há algo bem especial que as surpreenderá certamente: roupinhas personalizadas e à medida para as suas bonecas favoritas. é só contactar a Libelinha Design (info@libelinhadesign.com), conhecida por vestir as das coleções BJD, Blythe, Pullip e Tangkou (estas últimas com corpo idêntico às das Barbies), e que também faz reparações e makeovers de qualquer que seja a sua boneca de eleição.


IV.
numa época em que é mais do que comum desfocarmo-nos do essencial, sugerimos a oferta de um presente simbólico que une a família em torno de um bem maior. troque as prendas tradicionais por um donativo. e, como não queremos cair no erro de direcionar esforços e dinheiro para organizações que raríssimas vezes fazem chegar isso a quem mais precisa, invocamos aqui uma comunidade que temos acompanhado na Internet e que nos parece merecer confiança e apoio… Não Vamos Esquecer é composta por pessoas das mais variadas áreas da sociedade com o objetivo de não deixar esquecer o drama dos incêndios que ocorreram em Portugal no verão de 2017, tendo atualmente trabalhos em curso junto das populações de Covas e Vila Nova de Oliveirinha. em contacto com a Slower, que integra esse projeto, soubemos que já conseguiram reunir 130 cabazes de Natal para as famílias dessas povoações e que deram início à construção de um barracão e entregaram 22 motosserras, algumas enxadas e carrinhos de mão. “mas ainda há um longo caminho pela frente”, dizem, e por isso todo o apoio é preciso (incluindo mão de obra voluntária!). então arregacemos as mangas como podemos nesta fase, fazendo um donativo. e no sapatinho lá de casa, o que deixamos? façam vocês mesmos um postal ilustrado, colocando o valor que doaram ou desenhando o que ele pode representar (uma enxada, por exemplo) – recortes e cópias de fotos que encontram lá na página Não Vamos Esquecer também são válidos! digam o que sentem e o que fizeram pela pessoa e por mais alguém que está para lá do nosso conhecido ninho. saiba mais e como ajudar aqui e aqui.

V. não é difícil de adivinhar que, para grande parte das pessoas, estes são dias de grande frenesim. mas nós, por cá, preferimos abrandar. é só lembrar que menos é mais. troque o grande comércio pela papelaria da esquina e abasteça-se de papel, lápis de cor e cola. pense naquele almoço que ficou de oferecer aos seus pais, naquele trilho que ainda não deu a conhecer aos seus irmãos ou num programa que envolva muito convívio e diversão com os seus sobrinhos ou primos… e ofereça-lhas essa experiência! só tem de fazer o “voucher” de oferta com as suas próprias mãos e imaginação! corte, desenhe, escreva, junte imagens alusivas que pode recortar a partir de uma revista ou imprimir a partir da internet… e, naturalmente, comprometa-se a concretizar essa experiência em data a definir lá no voucher. por exemplo, por cá já oferecemos um aos nossos sobrinhos que incluía um programa de um dia inteiro com os tios entre passeios, refeições especiais e cinema (o que foi cumprido numa data acordada entre todos e foi memorável). se não passa sem umas comprinhas… tudo bem, mas procure dar um significado ao que compra. pode sugerir um spa caseiro a quem precisa de relaxar, juntando uma vela e óleos essenciais a produtos de banho e cosmética. pode sugerir um piquenique para quem gosta de atividades ao ar livre, colocando os produtos gourmet que adquiriu num cestinho com uma mantinha ou a sugestão de um trilho. são tantas as opções… mais uma vez, o importante é: coloque uma intenção e use a imaginação!

e bom natal!

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: