gravidez não anunciada

deixa-me segredar-te: já odiei ceias de natal, escolhidas para anunciar gravidezes pelas melhores amigas. na verdade, nem conheço o termo correto para descrever o momento se tudo quanto fiz foi fingir ficar feliz, fugir, e acabar o dia num colo e pranto.

deixa-me contar-te: eu evitei convívios onde já era esperada conversa de pais felizes, desprezei estórias de recém-mães ensonadas, virei o olhar a casais com crianças, odiei balanços de ano que só me faziam lembrar o sonho ainda não concretizado: engravidar.

e agora deixa-me dizer-te, a ti que ainda andas nessa luta: é normal, não te julgues, leva o teu tempo, o tempo todo que for preciso, distancia-te ou fala abertamente – desculpa, mas não consigo sentir-me feliz por ti agora… é seguro fazê-lo. e posso assegurar-te, custa mas vai passar.

a ti, que tens uma mulher que mal conheces ao teu lado: sê empática, sê educada, lembra-te que não estamos todas a viver o mesmo, ao mesmo ritmo, e talvez essa mulher mereça ouvir uma notícia com outra contenção ou ter o teu abraço e saber que chegará o seu tempo. é mais seguro teres cuidado com o próximo.

quem mais me salvou foi quem teve uma palavra para me dar no meio da sua maior alegria, quem pediu desculpa entre notícias, quem me envolveu nas suas estórias felizes com uma generosidade extra. soube assim de muitos bebés por vir sentindo outra alegria pelo próximo, tornei-me madrinha de um até… e, hoje, é com alegria que vejo as fotos dessas crianças a crescer. é seguro expores as tuas fragilidades e tentares transformá-las em amor.

mas deixa-me também falar para ti, que abortaste. a ti, que queres desistir ou continuar. a ti que não desejas ser mãe. a ti, que não vais poder ser mãe e tens que te reinventar. e a ti, que estás grávida e tens medo de o contar… é seguro vivermos os desafios que a vida nos apresenta, escolhermos novos caminhos ou as mesmas lutas, dizermos em voz alta que não estamos bem. é seguro deixares de fingir e de sofrer em silêncio. sermos quem somos. sermos MULHER.

partilha comigo a estória que te dói, se assim o desejares, por aqui ou enviando uma mensagem privada.  e bom DIA DA MULHER.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: